Current track

Title

Artist

Background

Canárias: 34 jovens de Tenerife em Cabo Verde para estágios profissionais nas organizações cabo-verdianas

Written by on 19/02/2019

Um grupo de 34 jovens naturais de Tenerife, Canárias já se encontra em Cabo Verde para a realização de estágios profissionais nas empresas, nos serviços de administração públicas e nas ONG cabo-verdianas, no âmbito do programa Becas África.

Becas África, um programa de mobilidade, iniciativa de Cabildo de Tenerife, e que conta com a colaboração da Fundação Insular das Canárias para a formação, emprego e desenvolvimento empresarial e que visa principalmente promover a internacionalização de Tenerife e melhorar a empregabilidade dos jovens licenciados das ilhas.

O mesmo foi lançado em 2014, e para além de Cabo Verde, leva jovens para estágios nas organizações do Senegal e de Marrocos.
Nesta edição, são no total 41 jovens, dos quais 34 vieram para Cabo Verde para a realização de estágios em diversas áreas como a construção civil, transportes, turismo, cultura, energia renovável, engenharia, alimentação, marketing e publicidade, educação, entre outros.

Segundo a embaixadora de Espanha em Cabo Verde, que esteve presente na cerimónia de apresentação do programa, esses projectos, que nesta edição contam com um orçamento de 410 mil euros, melhoram a ligação entre o sistema de educação e o mercado de trabalho.

“Supõe uma série de benefícios para facilitar a sua inserção, subsequente no mercado do trabalho e permite aos empreendedores conhecerem os processos de internacionalização de seus negócios, reforçando as relações entre Espanha e Cabo Verde”, disse a diplomata.

O programa, conforme acrescentou, está inserido no quadro estratégico plurianual de acções para o desenvolvimento de Tenerife (MEDI 2016-2025) que está estruturado em torno de cinco eixos prioritários entre os quais o desemprego, que é apontado como um dos principais problemas que a ilha enfrenta.

O estágio tem a duração de cinco meses, e durante esse período os estagiários receberão uma ajuda directa de 500 euros brutos, por mês e todas as despesas de alojamento, autorizações e seguros serão cobertos pelo projecto.

De acordo com a conselheira de acção exterior do Cabildo de Tenerife, Delia Herrera, antes de se deslocarem para o país de destino, os beneficiários passaram primeiramente por cursos de capacitação sobre prevenção de riscos de acidentes de trabalho, línguas e os principais aspectos do país acolhedor.

Dos 34 jovens que já encontram em Cabo Verde, 32 vão realizar estágios na Cidade da Praia e dois na ilha do Sal.

Inforpress/fim


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *