Current track

Title

Artist

Background

Ulisses Correia e Silva diz que os 29 anos da criação do MpD significam “momento de maturação”

Written by on 18/03/2019

O líder do Movimento para a Democracia (MpD-poder), Ulisses Correia e Silva, considerou este domingo, 17, em Assomada, Santa Catarina, que os 29 anos da criação do partido significam “momento de maturação”.

Ulisses Correia e Silva, que fez estas considerações ao presidir ao acto central das comemorações do 29º aniversário do MpD comemorado no dia 14 de março, explicou que 29 anos numa pessoa faz com que ela seja considerada “jovem”, mas que nas organizações essa idade significa “período de maturação”.

Para sustentar as suas afirmações, o líder ventoinha assegurou que o MpD “cresceu rápido” enquanto partido, ou seja, lembrou que o partido foi criado em 1990 e em 1991 estava colocado sob desafios de participar e de vencer as eleições.

“[1991] foi muito mais que uma eleição, foi um momento de mudança significativo em tudo aquilo que Cabo Verde é hoje e era antes de 1990”, disse, lembrando que o país passou do regime de partido único para liberdade e que no desenvolvimento passou-se a colocar a dignidade da pessoa humana no centro de tudo aquilo que são actividade política, económica e social.

“Cabo Verde tem motivos para se orgulhar porque construímos [MpD] uma democracia forte, e que, em pouco tempo, construímos uma sociedade que queremos que seja cada vez mais autónoma e participativa virada para a cidadania, construímos instituições fortes e que permitiu que encarássemos o futuro com muito optimismo”, ressalvou, recordando que em todo esse percurso as mulheres estiveram presentes.

Numa sala apinhada da “família do MpD”, o também primeiro-ministro que fez saber que os programas de acção social do Governo têm primado pela dignidade da pessoa humana, promoção da liberdade, mormente a individual, autonomia e auto-suficiência das pessoas e das famílias com “objectividade e transparência”, sobretudo, com foco no emprego, rendimento, produção e inclusão social dirigido às famílias.

Transferência de rendimentos, universalização do pré-escolar, gratuitidade no ensino, acção social e escolar (transporte escolar e alimentação), sistema de cuidados, rendimento de inclusão social e inclusão produtiva, programas de reabilitação de casas com especial incidência na escolha para mulheres chefes de família, aumentos de pensão do regime não contributivo e do número de beneficiários são outros dos ganhos com a governação do MpD apontados por Ulisses Correia e Silva.

Relativamente ao mundo rural, o chefe do executivo voltou a pedir aos homens do campo a não verem a falta de chuva como um problema, tendo assegurado que o Governo está a trabalhar para resolver tais questões.

Desenvolvimento da pesca e do turismo rural, reabilitação urbana e ambiental e desencravamento das localidades (em curso) são alguns dos ganhos que, segundo ele, o Governo em parceria com as autarquias tem conseguido no mundo rural, aliás, assegurou são as “grandes prioridades” do seu partido e da sua governação.

Por tudo isso, entre “fortes aplausos dos militantes, simpatizantes e dirigentes do partido, Ulisses Correia e Silva afirmou: “(…) Quer a nível do Governo e quer a nível do partido estamos no caminho certo. Aquilo que prometemos, estamos a fazer e temos até 2021 para concretizá-los”.

“Estamos a resolver os problemas com soluções assim como prometemos e comprometemos”, disse, aludido às soluções para o emprego, melhoria do rendimento dos cabo-verdianos, segurança, transportes aéreos e marítimo, desenvolvimento local para descentralização e regionalização, ou seja, ajuntou estão “muito melhores” do que encontraram.

A propósito da regionalização, disse acreditar que com a sua aprovação ainda este mês no Parlamente vão conseguir mostrar e demonstrar que Cabo Verde tem a solução que prometeram para a felicidade dos cabo-verdianos.

Sem falar das eleições por estar ainda longe de acontecer, o líder do MpD que foi várias vezes aplaudido pelos militantes e simpatizantes limitou-se apenas em dizer que “o MpD quando entra num combate é para ganhar e da melhor forma”.

Por sua vez, os militantes e simpatizantes que corroboram da mesma opinião do líder do MpD foram unânimes em afirmar que o país tem conhecido melhorias em várias áreas com a governação do MpD e deixaram o compromisso de ajudar o partido a vencer as próximas eleições autárquicas de 2020 e legislativas de 2021.

A comemoração dos 29 anos da criação do MpD que, pela primeira vez, associou a data à comemoração do “Mês de Março, Mês da Mulher”, em parceria com a Associação das Mulheres Democratas que teve como palco o concelho de Santa Catarina (Assomada), contou com a presença de toda a “família MpD”.

Fonte: Sapo.cv


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *