Current track

Title

Artist

Background

Presidente da EMEP considera que Platô alberga demasiados serviços para sua estrutura

Written by on 25/03/2019


O presidente do conselho de administração (PCA) da Empresa de Mobilidade e Estacionamento da Praia, Victor Coutinho, considera que o Platô alberga demasiados serviços e defende que deve se pautar por uma vocação mais turística e cultural.

Em entrevista à Inforpress, o novo responsável da EMEP apontou que o número de serviços no centro da cidade da Praia faz com que a demanda de estacionamentos seja muito superior a oferta que neste momento o bairro apresenta.

Conforme disse, a cidade ganharia mais tendo um bairro, neste caso o Platô, voltado por uma vocação com maior dinamização para a cultura.

“A sua vocação, hoje, é um centro cultural por excelência, turístico, de lazer e estar a competir estas actividades com os serviços não faz sentido”, advogou Victor Coutinho, avançando que alguns ministérios que hoje operam no referido bairro não justificam.

Essa é uma perspectiva do novo PCA, avaliando as condições de mobilidade e estacionamento no Platô, da qual, referiu que os munícipes estão convencidos que a entrada da EMEP trouxe ganhos significativos em termos de organização.

Nesta linha, Victor Coutinho sublinhou que a empresa “quer alargar” o seu âmbito de actuação, passando também pelo “transporte colectivo, para transporte ligeiro táxi, sinalização, tratamento de passeios e espaços públicos”.

Para o responsável, há um conjunto de intervenções necessárias, para dar resposta “à verdadeira missão da EMEP”, sobretudo “na forma como lida com os utentes”.

Victor Coutinho substitui Mário Fernandes à frente da EMEP, deixando ainda de exercer o cargo de bastonário da Ordem dos Engenheiros de Cabo Verde, função que vinha desempenhando desde 2014.

Fonte: Sapo.cv


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *