Current track

Title

Artist

Background

MNE: Cabo Verde quer ter um “forte contributo” na afirmação da lingua portuguesa em toda a CPLP

Written by on 10/05/2019

O ministro dos Negócios Estrangeiros disse que Cabo Verde vai trabalhar durante a sua presidência na CPLP, visando um contributo “muito forte” da afirmação da língua portuguesa na comunidade, sobretudo na Guiné Equatorial, onde se fala menos português.

Luís Filipe Tavares deu esta garantia à imprensa esta tarde, por ocasião do colóquio “A língua e a cultura como recursos estratégicos de desenvolvimento na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa”, realizado no quadro da Semana Comemorativa do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP, que decorre de 4 a 10 de Maio, na Biblioteca Nacional, Cidade da Praia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades afiançou que no quadro da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), Cabo Verde tem estado a trabalhar com a Guiné Equatorial, tendo anunciado para os próximos dias uma missão neste país do Equador.

Mostrou-se convicto que o país vai trabalhar para ajudar a língua portuguesa a “vencer os desafios que têm em todos os nove países, fundamentalmente onde a comunidade tem tido mais dificuldade”.

Neste particular, o chefe da diplomacia cabo-verdiana revelou a existência de um plano “muito forte” que abarca a cultura e as pessoas, virado para a mobilidade e língua portuguesa, para “continuar a trabalhar com a mesma responsabilidade, na certeza que Cabo Verde vai dar, seguramente, um grande contributo para a firmação da CPLP, no mundo e no seu todo”.

Prognosticou que nos próximos anos a CPLP vai ter mais de 500 milhões de falantes da língua portuguesa, ainda no decorrer deste século, pelo que considerou de “extremamente importante”, que a língua de Camões se afirme também nas Nações Unidas e outras organizações internacionais.

Em relação a implementação do Acordo Ortográfico na comunidade, o governante afiançou que Cabo Verde está em sintonia com todos os países membros e afiançou estar esperançado que progressos serão alcançados nos próximos tempos.

Deste colóquio no âmbito da “Semana Comemorativa do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP”, integrada na Agenda da Presidência Pro-tempore cabo-verdiana da CPLP, o governante enalteceu a qualidade da plateia, constituída por académicos e investigadores sobre a língua portuguesa, assinalada com comunicações consideradas muito importantes.

É que para o governante que assume o Conselho de Ministros da CPLP, o Governo tem-se engajado neste processo, por considerar este idioma como o cimento da CPLP, sendo a cultura e a língua portuguesa como “alma da comunidade”.

fonte: Sapo.cv



Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *