Descubra se dormir na mesma cama com um cão faz mal à saúde

Written by on 05/08/2019

De acordo com o médico Jack Gilbert, diretor do Microbiome Center da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, compartilhar a cama com seu cão não é saudável – mas apenas em alguns casos.

Por exemplo, e segundo o especialista não deve deixar o seu cão dormir na sua cama se sofrer de alergias. “O seu sistema imunológico está preparado para reagir de forma exagerada às substâncias alérgicas”, refere Gilbert. Como tal, a sua cama torna-se num epicentro de alérgenos. Por sua vez, você respira essas partículas nocivas por cerca de oito horas todas as noites, e isso pode prejudicar a sua saúde.

De facto, um estudo realizado na Coreia descobriu que camundongos expostos a alérgenos por um período prolongado apresentaram altos níveis de inflamação prejudicial.

Pode parecer óbvio evitar o contacto com cães se é alérgico a eles, mas as alergias a animais são muito mais comuns do que pensa. Mais de metade da população padece do problema, de acordo com a Asma and Allergy Foundation of America (EUA).

Não tenho alergias. Sempre posso dormir com o meu cão?

Os patudos costumam virar-se durante a noite, o que pode interromper o sono ou despertá-lo por completo. O défice de sono está associado a várias disfunções, desde comer em demasia, à falta de concentração na realização de tarefas laborais, a um desempenho atlético reduzido. As pessoas que dormiam apenas cinco horas por noite comiam mais calorias por dia do que as que dormiam oito horas, de acordo com investigadores da Clínica Mayo (EUA). Além disso, atletas profissionais que não dormem o suficiente tendem a ter carreiras mais curtas, de acordo com cientistas da Martha Jefferson Sleep Medicine Center (EUA).

Ainda assim, e segundo uma outra pesquisa publicada na revista Mayo Clinic Proceedings, mais do que o dobro de pessoas afirmam que os seus cães os ajudam a dormir do que as pessoas que afirmam que os seus animais atrapalham o sono.

Isso pode ocorrer porque os animais de estimação têm efeitos positivos no bem-estar psicológico e físico, o que ajuda a moldar a forma como regulamos as nossas emoções e lidamos com o stresse. Investigadores da University of Missouri-Columbia (EUA) descobriram que interagir com um animal de estimação faz com que o cérebro liberte oxitocina, a hormona do bem-estar.

Mas e os germes que trazem para casa?

Os cães elevam a contagem de bactérias dentro de casa, de acordo com cientistas da University of Colorado (EUA). Mas nem todas as bactérias são ‘más’.

De facto, a exposição a muitos tipos de bactérias pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, o que pode ajudá-lo a repelir certas doenças e até mesmo a manter um peso saudável e bom humor. O médico Jack Gilbert, por exemplo, diz ter realizado uma pesquisa que apurou que crianças que cresceram com animais apresentam taxas mais baixas de algumas doenças auto-imunes.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *



Current track

Title

Artist

Background

LEITE CREMOSO BROLI

Pa um Dia cheio di  ENERGIA 
100% Leti puro di vaca di Holanda 
UM PRODUTO IMPORTEX