Autoridades de Cabo Verde apreenderam aguardente de produção proibida

Written by on 21/08/2019

A IGAE de Cabo Verde informou hoje que apreendeu aguardente de produção proibida, utilizada para preparar caipirinha, num dos estabelecimentos na zona de Quebra Canela, na cidade da Praia

Numa nota publicada na sua página eletrónica oficial, a IGAE indicou que a apreensão aconteceu no fim de semana, no âmbito de uma operação realizada em conjunto com a Polícia Nacional, Guarda Municipal e Câmara Municipal da Praia.

O órgão de polícia criminal adiantou que se trata de “aguardente de produção proibida e que é comercializada em baiões de 25 litros sem nenhuma informação que garanta a sua rastreabilidade de agressão à saúde”.

“Cada litro desta bebida ilegal é vendido em torno de 200 escudos (1,81 euros) e a caipirinha que origina é vendido em torno de 400 escudos (3,6 euros) cada unidade”, contabilizou a IGAE, notando que a aguardente é feita de “matéria-prima não identificada”.

A mesma fonte sublinhou que uma das pistas de que a aguardente usada na produção da caipirinha não é de cana-de-açúcar são as consequências que aparecem depois do seu consumo, nomeadamente náuseas, vómitos e dor de cabeça.

“A IGAE já iniciou a instrução do processo para apurar a origem da bebida e fazer a devida punição ao produtor e ao comerciante”, acrescentou.

A autoridade cabo-verdiana alertou os consumidores para “evitarem consumo de aguardente que não esteja devidamente engarrafada e rotulada para melhor proteção da saúde e para permitir às autoridades de fiscalização facilidades na localização dos seus produtores”.

Fonte: Sapo.cv


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *



Current track

Title

Artist

Background

LEITE CREMOSO BROLI

Pa um Dia cheio di  ENERGIA 
100% Leti puro di vaca di Holanda 
UM PRODUTO IMPORTEX