Current track

Title

Artist

Background

Quais os passaportes mais fracos do mundo e que não dão acesso a nada?

Written by on 04/10/2019

Todos os anos, o Henley Passport Index mede o nível de acesso que cada documento de viagem oferece a seus portadores.

No entanto, toda a imprensa dá ênfase nos mais poderosos, aqueles que abrem as portas do mundo todo, mas pouco se fala da turma que está na “nas últimas” dessa fila, aqueles que precisam de um milagre, para conseguirem viajar a algum lado.

Enquanto que na parte de cima estão, como de praxe, os passaportes do primeiro mundo, Cingapura, Japão, Alemanha, Coréia do Sul, que se esfrega de ombros com a Finlândia, Itália, Dinamarca e por aí vai; no outro extremo, a situação é totalmente diferente, com países que não garantem a seus cidadãos acesso a quase lugar nenhum, a menos que estejam portando um visto, o que às vezes é bem complicado de conseguir.

O Afeganistão, por exemplo, está mais uma vez no final do ranking, com seus cidadãos precisando de um visto prévio para todos, exceto 25 países, em todo o mundo. Christian Kaelin, presidente da Henley & Partners e criador do conceito de índice de passaporte, diz no comunicado de julho: “com algumas exceções notáveis, os últimos rankings do Índice de Passaporte Henley mostram que os países ao redor do mundo vêem cada vez mais abertura de visto como crucial para o progresso econômico e social”.

Se as palavras do executivo estiverem certas, esses países certamente têm um problema para resolver. Essas restrições impostas por outros países que impedem a imigração sem visto, geralmente estão associadas a riscos de terrorismo, tráfico de drogas e de pessoas, ou então sanções. Há uma variedade de possibilidades.

Os piores passaportes para se ter

Vários países ao redor do mundo têm acesso sem visto a menos de 40 países. Eles são:

  • Líbano, Coréia do Norte (39 destinos)
  • Nepal (38)
  • Líbia, Território da Palestina, Sudão (37)
  • Iêmen (33)
  • Somália, Paquistão (31)
  • Síria (29)
  • Iraque (27)
  • Afeganistão (25)

Cabo Verde figura na posição, 76ª em 2019, garantindo acesso a 66 países sem visto e 160 países do qual o visto é obrigatório, para atravessar a fronteira.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *