Current track

Title

Artist

Background

Inquérito sobre doenças transmissiveis em Cabo Verde começa no próximo mês – INE

Written by on 05/11/2019

O vice-presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE),   Celso Soares, anunciou hoje que no próximo mês a instituição inicia, em colaboração com o Ministério da Saúde, um inquérito  sobre as doenças transmissíveis em Cabo Verde.

“O inquérito vai ser implementado  conjuntamente com o Ministério da Saúde, com a liderança técnica do Instituto Nacional de Estatística”, precisou Celso Soares.

O vice-presidente do INE fez este anúncio em declarações à imprensa à margem do workshop para a avaliação da qualidade dos registos administrativos, que decorre de hoje a sexta-feira, 08, na Cidade da Praia,   no quadro da implementação do processo de avaliação das políticas públicas em Cabo Verde.

Celso Soares considerou, ainda, que “desde há muito tempo” o INE vem produzindo uma série de estatísticas, com base em dados administrativos que lhe são fornecidos, classificando-os de “qualidade muito elevada” pois, caso contrário, segundo ele, a instituição não os utilizaria para a produção da estatística.

Segundo aquele responsável, o INE tem o “grande compromisso” de, em Março de 2020, apresentar na reunião anual das estatísticas  em Nova Iorque,   o manual da governança.

“Já estamos na fase final do draft do manual e já o submetemos à consulta mundial, que é a recomendação das Nações Unidas, e, neste momento, estamos a recolher subsídios para, no mês de Março,  apresentarmos a versão definitiva”, acrescentou o vice-presidente do INE.

Instado sobre os dados estatísticos relativos ao número de pobres em Cabo Verde, revelou que o último relatório do inquérito sobre as despesas familiares indica que a pobreza afecta cerca de 33 por cento da população cabo-verdiana.

Os dados sobre a pobreza, segundo Celso Soares, vão ser actualizados com o novo inquérito sobre as “condições de vida que agora se vai iniciar”.

Perguntado sobre o impacto de dois softwares fornecidos pelo Banco Mundial (BM) para melhorar a qualidade da estatística no país, assegurou que os mesmos “estão e resultar e muito”, porque, prosseguiu, as instituições já começaram a apropriar deles.

Por sua vez, a representante do Banco Mundial em Cabo Verde Fatou Fall, destacou o envolvimento do BM num programa de assistência técnica, com vista a “fortalecer e monitoramento e avaliação” do Plano de Estratégico de Desenvolvimento Sustentado (PEDS).


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *