Current track

Title

Artist

Background

Diretor nacional da saúde diz que é preciso repensar os investimentos para o HAN com a construção de um novo hospital

Written by on 20/11/2019

O diretor nacional da saúde defendeu ontem,19, a necessidade de repensar os novos investimentos para o Hospital Agostinho Neto, na Praia, numa altura em que já se fala na construção de um novo hospital de Cabo Verde.

Recentemente em declarações à Inforpress, o presidente do conselho de administração do HAN, Júlio Andrade, disse que o hospital, nas vésperas da discussão da aprovação do Orçamento do Estado, e para o sector da saúde, no Parlamento, que até esta data, assim como nos anos anteriores, ainda não possuía informações de um orçamento para investimento para o HAN.

“No ano passado não tivemos um orçamento de investimentos e este ano não temos essa informação. Espero que se orçamente a aquisição de alguns equipamentos e algumas infra-estruturas que necessitam de obras como banco de adulto e bloco operatório”, dissera na ocasião Júlio Andrade.

Hoje, em declarações à Inforpress, após a cerimónia de entrega de uma ambulância ao Hospital Agostinho Neto pela empresa Toacar, Artur Correia defendeu que os maiores recursos financeiros do Ministério da Saúde são destinados ao maior hospital do país.

“É um hospital que tem enfrentando alguns problemas em termos de financiamento, mas que nunca teve acesso a tanto financiamento como actualmente”, disse, reconhecendo que sempre há necessidade de mais recursos.

Artur Correia sublinhou que o hospital, com base nas dificuldades que tem enfrentado, deve encontrar e ter soluções para “melhor gerir”, com racionalidade os recursos disponíveis para que possa dar cada vez “mais e melhor” resposta as situações de saúde no país.

Diante do anúncio feito pelo Governo de construção de um novo hospital na Cidade da Praia, Artur Correia defendeu que é preciso repensar nos investimentos que têm que ser feitos no hospital Agostinho Neto tendo em conta essa nova infra-estrutura.

“Tudo isso condiciona os novos investimentos e temos que parar e repensar tendo em conta essa realidade, porque o novo hospital de Cabo Verde vai acrescentar uma mais-valia para o país tendo em conta, fundamentalmente, as patologias sujeitas para evacuação no exterior e, portanto, dará uma melhor resposta do que aquela que o HAN está dando neste momento”, assegurou.

A mesma fonte recordou que os meios de financiamento do hospital são vários, desde as comparticipações dos utentes, mas também do Instituto Nacional de Previdência Social, que aumentou a participação em termos de fundos para o hospital e do próprio Orçamento do Estado que foi aumentado nos últimos anos.

Sem precisar o valor do Orçamento do Estado para 2020 para o sector da saúde, informou, apenas, que vai haver um “aumento progressivo” de na ordem de 9.8 por cento.

Fonte: Sapo.cv



Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *