Governo “empenhado” na busca de “soluções consensuais” para melhorar a segurança

Written by on 21/11/2019

O Governo manifestou hoje, durante a abertura oficial do parlamento infanto-juvenil, a sua determinação na “busca de soluções consensuais que unam todas as forças politicas para melhorar, de forma sustentada, o problema da insegurança”, sobretudo na Cidade da Praia.

O secretário de Estado-adjunto do ministro do Estado deu estas garantias nas celebrações do 30º aniversário da Convenção dos Direitos das Crianças, que se assinala mundialmente a 20 de Novembro, tendo parabenizado a realização do parlamento infanto-juvenil nesta data.

Carlos Monteiro disse que os desafios que afectam as crianças estão “reconhecidos e identificados” por toda a esfera da sociedade, considerando que, com o engajamento do Governo e da sociedade civil, serão vencidas as lutas do futuro, desde que canalizado todo o esforço na procura de soluções.

Carlos Monteiro enfatizou que a questão da insegurança preocupa a todos os sujeitos e que foi objecto de debate “de uma forma muito séria” na última sessão parlamentar, e sublinhou a importância da comemoração da efeméride, com o intuito de celebrar e incentivar a luta diárias de várias instituições que labutam para garantir o direito das crianças e adolescentes.

Enalteceu a “atitude positiva” dos pequenos deputados na identificação dos problemas que afectam esta camada, a nível nacional, realçando que tal postura “deve servir de exemplo” a todos os sujeitos parlamentares para que os círculos eleitorais se sintam melhor representados por todos.

Os deputados infanto-juvenis iniciaram a sessão da manhã de hoje com mensagens transmitidas por representantes de cada uma das ilhas ou regiões, com foco na busca de soluções como o reforço no transporte escolar, combate a criminalidade, abuso e violência sexual, trabalho infantil, negligência e conflito familiar e irresponsabilização parental.

O reforço na fiscalização da lei que proíbe o trabalho infantil, a criação de postos de emprego, o abandono das crianças sem orientação escolar, a presença das delegação do Instituto Cabo-verdiano da Criança e Adolescente (ICCA) em todas as ilhas, violência verbal nas escola e a agressão física e psicológica no seio familiar, assim como a prostituição infantil  constituem outros problemas identificados pelos deputados infanto-juvenis.



Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *



Current track

Title

Artist

Background

LEITE CREMOSO BROLI

Pa um Dia cheio di  ENERGIA 
100% Leti puro di vaca di Holanda 
UM PRODUTO IMPORTEX