Current track

Title

Artist

Background

Cabo Verde tenta confirmar origem de embarcação com seis cadáveres

Written by on 26/11/2019

As autoridades marítimas cabo-verdianas estão em contacto com as congéneres do Senegal para tentar comprovar se a embarcação de pesca encontrada segunda-feira em Santo Antão, com seis cadáveres a bordo, era proveniente daquele país da costa ocidental africana.

Ainformação foi confirmada à Lusa pelo comandante da capitania dos portos do Barlavento, Aguinaldo Lima, que explicou que decorrem contactos com as autoridades em Dakar, para tentar confirmar o registo da embarcação e daí tentar identificar os restos mortais encontrados.

“Ainda não há confirmação concreta que a embarcação seja do Senegal. Estamos em contacto com as autoridades”, explicou Aguinaldo Lima, adiantando que a representação diplomática senegalesa na Praia também já foi contactada.

A situação em que foram encontrados os cadáveres dos seis alegados pescadores, “em avançado estado de decomposição”, vai obrigar as autoridades a procederem ao enterro localmente, acrescentou.

Questionado pela Lusa à margem de um evento oficial, hoje, na cidade da Praia, o diretor nacional da Polícia Nacional de Cabo Verde, Emanuel Moreno, afirmou que as autoridades nacionais continuam a tentar recolher indícios sobre este caso.

“Estamos a guardar por informações mais precisas. É uma embarcação, em princípio, vinda da costa dos países vizinhos”, disse o comandante da polícia cabo-verdiana.

A embarcação foi avistada durante a manhã de segunda-feira, ao largo da ilha de Santo Antão, por dois pescadores locais, nas imediações da localidade das Pombas, no município do Paul.

O barco de pesca foi rebocado ainda na segunda-feira, para terra, e foi chamado o Ministério Público e as autoridades de saúde para levantar os cadáveres.

A embarcação, de boca aberta, apresenta a matrícula 37.585 no costado, e coincide, nas suas características, com uma outra, desaparecida, de origem senegalesa, segundo as autoridades marítimas.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *