Antigo primeiro-ministro japonês Yasuhiro Nakasone morre aos 101 anos

Written by on 29/11/2019

O antigo primeiro-ministro japonês Yasuhiro Nakasone, considerado um dos líderes políticos mais influentes do Japão no pós-guerra, morreu hoje aos 101 anos, informou a família.

Ogabinete do filho, Hirofumi Nakasone, avançou que Nakasone morreu num hospital de Tóquio.

O político conservador governou o Japão entre 1982 e 1987 e, durante o mandato, fortaleceu os laços de defesa com os Estados Unidos e consolidou o Japão como uma das maiores potências económicas globais.

Nakasone era também conhecido internacionalmente pelas boas relações mantidas com o antigo Presidente dos EUA Ronald Reagan.

O antigo líder do governo lutou na Segunda Guerra Mundial como oficial da Marinha Imperial Japonesa e foi uma das figuras mais respeitadas da política no Japão durante as últimas décadas do século XX.

Yasuhiro Nakasone promoveu o reforço das capacidades de defesa nacional do Japão, no âmbito do acordo bilateral com os Estados Unidos, e defendeu a reforma do artigo pacifista da Constituição japonesa que limita os poderes das Forças de Autodefesa do Japão (Exército).

Estas posições valeram-lhe os ataques da oposição, que o via como um defensor do regresso ao nacionalismo e ao militarismo que conduziram o país à Segunda Guerra Mundial.

Em 1985 gerou uma crise diplomática com a China ao visitaro santuário de Yasukuni, que homenageia todos os mortos pelo Japão entre o final do século XIX e 1945, incluindo 14 políticos e oficiais do Exército Imperial condenados como criminosos de guerra por um tribunal penal internacional no final da Segunda Guerra Mundial.

O político, que chegou a liderar a autarquia de Gunma, no centro do país, também gerou controvérsia em várias ocasiões, com comentários que apontavam para a superioridade da “raça” e da culturas nipónicas, tendo defendido políticas educacionais que incutiam o patriotismo entre os estudantes japoneses.

Na economia promoveu algumas das maiores privatizações da história do Japão, como sucedeu com a companhia ferroviária nacional, que foi dividida em sete operadoras regionais privadas.

Nakasone é uma das principais referências da atual geração de políticos japoneses conservadores no poder, como o primeiro-ministro, Shinzo Abe, que também tem entre as suas prioridades políticas expandir as capacidades militares nacionais e reformar a Constituição.

O pai do atual líder japonês, Shintaro Abe, foi ministro dos Negócios Estrangeiros com Nakasone.

Nakasone foi forçado a renunciar em 1987, depois de não obter apoio para um aumento do imposto sobre o consumo para fazer face à dívida pública, e retirou-se da política em 2003, após mais de 50 anos como membro da Casa dos Representantes, uma das câmaras da Dieta Nacional do Japão, o poder legislativo.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *



Current track

Title

Artist

Background

LEITE CREMOSO BROLI

Pa um Dia cheio di  ENERGIA 
100% Leti puro di vaca di Holanda 
UM PRODUTO IMPORTEX