Current track

Title

Artist

Background

Porto Novo/Martiene: Electra corta energia aos agricultores e há “sérios riscos” de se perder a colheita da batata comum

Written by on 20/12/2019

A Empresa de Electricidade e Água (Electra) decidiu interromper o fornecimento de energia eléctrica ao sistema de bombagem de água para agricultura em Martiene, Porto Novo, Santo Antão, para a aflição dos produtores agrícolas da localidade.

A decisão da Electra, que reclama dos 40 agricultores em Martiene o pagamento de uma dívida de quase 400 contos, acumulada desde 2016, coloca em risco a safra de batata comum nessa zona, um dos maiores produtores deste tubérculo em Cabo Verde, com uma produção de cerca de mil toneladas/ano.

O porta-voz dos produtores, Januário da Cruz, avançou à Inforpress que a Electra decidiu cortar o fornecimento da energia eléctrica no sistema de bombagem de água em Escravoerinhos,  numa altura em que a cultura de batata comum nesse vale encontra-se “em pleno desenvolvimento”.

Avisou que os agricultores correm, agora,  “sérios riscos perder quase tudo, o que seria um desastre”, já que está em causa uma cultura que constitui “o principal meio de vida” das famílias em Martiene, um dos principais vales agrícolas da ilha de Santo Antão.

Os agricultores têm negado a pagar a dívida à Electra, por considerarem que não consumiram toda a energia que esta empresa diz ter sido gasta na bombagem de água no sistema da Ribeira de Escravoerinhos, em Martiene.

A Electra, por sua vez, confirma que essa dívida existe e que enquanto não for liquidada o fornecimento de energia vai continuar interrompido.

“Nunca gastamos toda essa energia e, por isso, os agricultores já disseram que não vão pagar a dívida”, informou Januário da Cruz, que alertou que esta situação “vai enfraquecer ainda mais” a actividade agrícola em Martiene, que se encontra, agora, a depender apenas da “pouca água” que se consegue captar de uma nascente.

Os sistemas de produção de água em Martiene têm, também, o equipamento fotovoltaico solar mas, segundo os agricultores, não têm estado a funcionar.

“O sistema instalado no furo à entrada de Martiene não funciona há muito tempo. Quanto ao sistema de Escravoerinhos, decidimos desligar o equipamento, porque só nos traz problemas”, lamentou este agricultor.

Fonte: Sapo.cv


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *