Current track

Title

Artist

Background

Televisão iraniana dá conta de 80 norte-americanos mortos no Iraque

Written by on 08/01/2020

A televisão estatal iraniana afirmou que os mísseis disparados hoje de madrugada por Teerão sobre bases no Iraque mataram 80 norte-americanos, citando uma “fonte informada” junto dos Guardiães da Revolução. Ataques a bases no Iraque mataram 80 norte-americanos

OIrão lançou na noite de terça-feira para quarta-feira, com início cerca das 1h30 locais (21h30 de terça-feira em Cabo Verde), uma salva de mísseis sobre bases com militares norte-americanos no Iraque em retaliação pelo assassínio por Washington na última sexta-feira do seu mais importante general, Qassem Soleimani, fazendo recear uma escalada regional.

O comando militar do Iraque indicou hoje em comunicado que 22 mísseis atingiram o território do Iraque “entre as 1h45 e as 2h15 locais” e que “17 foram contra a base aérea de Ain al-Assad e cinco contra a cidade de Erbil”.

“Pelo menos 80 militares norte-americanos foram mortos no ataque”, afirmou o ‘site’ da televisão estatal da República Islâmica, citado pela agência France-Presse.

Aviões não tripulados (‘drones’), helicópteros e outro material militar também foram danificados nos ataques, adiantou a mesma fonte iraniana.

O jornal britânico Guardian indicou que as autoridades iranianas disseram a media estatais que pelo menos 80 norte-americanos “foram mortos ou feridos” nos ataques e que o balanço estava “a ser escondido do público”.

“A avaliação dos danos e das vítimas está em curso. Até agora está tudo bem”, indicou na rede social Twitter o presidente norte-americano Donald Trump, adiantando que fará hoje uma declaração sobre o assunto.

A fonte dos Guardiães da Revolução, tropa de elite da República Islâmica, citada pela televisão iraniana, indicou igualmente que foram identificados pelo menos 140 alvos norte-americanos e dos seus aliados na região, afirmando que poderão ser visados “se os norte-americanos cometerem ainda qualquer erro”.

De acordo com esta fonte não identificada, 15 mísseis caíram sobre a base iraquiana de Ain al-Assad (oeste) e nenhum foi intercetado pelos “radares do exército terrorista da América”.

Os ataques, que segundo o exército iraquiano não causaram vítimas nas suas fileiras, não suscitaram ainda resposta.

O Guardian referiu que, além dos Estados Unidos e do Iraque, Austrália, Canadá e Reino Unido também disseram que nenhum do seu pessoal foi morto ou ferido.

O diário britânico disse ainda que a agência noticiosa semi-oficial Tasnim informou sobre uma segunda onda de ataques contra a base Al-Assad no Iraque, ocorrida por volta das 3h20.

Segundo o Guardian, “meios de comunicação estatais iranianos disseram que o país enviou caças que entraram no espaço aéreo iraquiano, mas não é claro se a sua missão era defensiva ou uma manobra de diversão”.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *