Current track

Title

Artist

Background

Tarrafal: Primeira-dama defende mais igualdade entre homens e mulheres e propõe transmissão de novos valores

Written by on 09/03/2020

A primeira-dama, Lígia Fonseca, defendeu ontem, dia 8, maior igualdade entre homens e mulheres e propôs novas formas de educação e transmissão de valores para que haja maior participação das mulheres, principalmente do meio rural, na vida política e não só.

Lígia Fonseca, que falava aos jornalistas em Tarrafal de Santiago, à margem da celebração do Dia Internacional da Mulher, afirmou que as mulheres em Cabo Verde já venceram vários desafios, mas que que ainda “faltam muitos”.

“O encontro de hoje na comunidade de Trás os Montes serviu precisamente para partilhar experiências e para deixar aqui o meu apelo para que elas estejam presentes neste momento que o nosso país vai iniciar, o ciclo eleitoral”, declarou.

Conforme explicou, o país não consegue dar os passos que quer dar se as mulheres não estiverem presentes. Neste sentido, destacou a importância do processo de recenseamento e participação nas eleições.

Para a primeira-dama, é importante também que as mulheres se disponibilizem para dar a sua contribuição, assumindo a direcção dos destinos do país.

“Nós sabemos que o país tem zonas rurais muito importantes e nós não podemos continuar a assistir o fenómeno de emigração massiva para as zonas urbanas, resultado de anos de seca”, admitiu.

Ao seu ver, é necessário olhar para as mulheres do meio rural e criar condições para que elas possam continuar a exercer as suas actividades e manterem-se nas suas respectivas comunidades.

“É importante haver políticas destinadas à protecção da mulher rural e nada melhor que conversar com elas e perceber quais são as suas necessidades”, salientou.

Por sua vez, a vereadora da Acção Social da Câmara Municipal do Tarrafal demonstrou que esta iniciativa serviu para reunir as mulheres, não só para celebrar o dia 08 de Marco, mas também para trocas de ideias numa conversa franca.

Tudo isso com a pretensão de contribuir para a elevação da dignidade das mulheres enquanto alicerce da sociedade.

De acordo com a responsável, no seu município, o desafio em relação às mulheres é trabalhar na promoção das suas dignidades, ajudando-as a conhecerem os seus direitos e deveres para que possam ser “felizes no seu dia-a-dia”.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *