Current track

Title

Artist

Background

Cerca de 850 pessoas em quarentena em hotel de Cabo Verde após 1.º caso

Written by on 20/03/2020

Cerca de 850 pessoas estão de quarentena no hotel da ilha da Boavista onde foi confirmado o primeiro caso do novo coronavírus em Cabo Verde, anunciou hoje o ministro da Saúde.

Não há nenhum caso suspeito de entre as pessoas que se encontram no hotel e nenhuma apresentou qualquer sintoma de momento”, assegurou o ministro Arlindo do Rosário, referindo que todas as medidas estão a ser adotadas de modo a reduzir o risco de transmissão e de propagação do vírus.

Num comunicado lido no Palácio do Governo, cidade da Praia, o governante avançou que entre as pessoas de quarentena estão estrangeiros e cidadãos cabo-verdianos, incluindo 210 funcionários do hotel, que estão sob vigilância permanente dos serviços de saúde da ilha. 

“Todas as medidas de prevenção estão sendo adotadas de modo a reduzir o risco de transmissão e de propagação do viris”, garantiu Arlindo do Rosário, após uma reunião do gabinete de crise, liderado pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva. 

Com o surgimento do primeiro caso, Arlindo do Rosário disse que o país entrou “definitivamente” na fase de “perigo eminente”, conforme o plano de contingência, estando neste momento a ser adotada toda a capacidade de resposta, com reforço e adoção de novas medidas. 

Entre as novas medidas, o governante avançou que haverá um reforço de equipa de saúde local, incluindo médicos, enfermeiros e outros técnicos, e que materiais e equipamentos de proteção individual deverão seguir ainda hoje para a ilha.

Haverá também uma ampliação da capacidade de isolamento dos casos suspeitos e da capacidade de resposta, prosseguiu Arlindo do Rosário, acrescentando que será montado um quartel de coordenação na ilha ao nível da Proteção Civil. 

O ministro agradeceu a solidariedade da população e reafirmou o “firme engajamento e compromisso” para controlar a situação “rapidamente”, esperando, para isso o “envolvimento e serenidade” de toda a população cabo-verdiana. 

“O Governo está a envidar todos os esforços para conter ao máximo a eventual evolução dessa pandemia em Cabo Verde”, concluiu Arlindo do Rosário. 

O primeiro caso do novo coronavírus foi confirmado em Cabo Verde na quinta-feira à noite e trata-se de um cidadão de nacionalidade inglesa, de 62 anos, que se encontra internado no Centro de Saúde da Boavista. 

Segundo o ministro da Saúde, o homem, que chegou à ilha da Boavista em 09 de março apresenta um quadro clínico estável e encontra-se sob os cuidados da equipa da Delegacia de Saúde local. 

Face ao risco da pandemia de Covid-19, desde quinta-feira, por decisão do Governo cabo-verdiano, e pelo menos até 09 de abril, estão proibidas as ligações aéreas oriundas de 26 países, incluindo Portugal e Brasil. 

O Governo avançou ainda com um plano de contingência com fortes medidas de proteção e restrições, como o encerramento dos bares e restaurantes às 21:00, proibição de visitas a lares e aos centros onde estejam pessoas de terceira idade e aos estabelecimentos prisionais e de visitas aos hospitais e outros estabelecimentos de saúde. 

Estas medidas, que incluem ainda a antecipação para 23 de março do início das férias escolares da Páscoa, vão estar em vigor por um período de pelo menos 30 dias. 

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 250 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 10.400 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 89.000 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a tornar-se hoje o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 3.405 mortos em 41.035 casos.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *