Current track

Title

Artist

Background

Covid-19: Delegada da Educação do Sal aconselha pais e encarregados de educação a acompanharem os filhos no ensino à distância

Written by on 06/05/2020

A delegada da Educação, no Sal, apela aos pais e encarregados de educação a acompanharem os filhos em casa, nas aulas através da rádio televisão e fichas, para que tenham menos problemas no próximo ano lectivo.

Márcia Graça Pinto fez esse apelo ontem, 05, numa entrevista à Inforpress, a propósito do programa “ Aprender e estudar em casa”, promovido pelo Governo, em razão da actual situação em que o país e o mundo enfrentam, desafiada pela pandemia do novo coronavírus, a covid-19.

“O apelo é no sentido da comunidade educativa, principalmente os pais, a acompanharem as suas crianças em casa, através da rádio, teleaula e fichas, porque é muito bom o contacto com a escola através desses sistema, e faz com que os alunos tenham menos problemas no próximo ano lectivo”, acentuou.

Realçando que a nível local as fichas didácticas foram produzidas para todos os alunos, Márcia Pinto informou, entretanto, que as impressas pela delegação são destinadas aos alunos vulneráveis.

Entretanto, os pais e encarregados de educação, com condições receberam ou vão receber as mesmas fichas através de outros canais de comunicação, como correio electrónico, por exemplo.

“As fichas têm um modelo stander. Não há um modelo para um ou para outro. Então, para os pais terem essa atenção de fazer um esforço de acompanhar os alunos, uma vez que, como sabemos, já não é possível ir assistir as aulas presenciais”, reiterou.

“Que tenhamos sucesso nessa nova caminhada que acabamos de inaugurar, que é o recurso ao ensino à distância. Eu gostaria de agradecer toda a comunidade educativa, a envolvência dos professores que têm feito um trabalho extraordinário nesse sentido”, manifestou.

Questionada se todos os alunos estão logo aprovados, tendo em conta a situação de pandemia que resultou na paralisação das aulas antecipando, desta feita, o fim do ano lectivo, Márcia Graça Pinto responde negativamente.

“Nós não falamos em passagem automática. O que se pretende é fazer uma avaliação dos alunos com base nas notas do 1º e 2º trimestre, daí fechar o ano lectivo”, esclareceu a responsável, que diz estar a aguardar, ainda, orientações dos serviços centrais sobre a matéria, homologadas pela ministra da Educação.

O programa “Aprender e estudar em casa” arrancou a 27 de Abril, com o primeiro ciclo, enquanto as do 12º arrancaram esta segunda-feira, 04 de Maio, com duração de 20 minutos, igual tempo também estipulado para a grelha do 1º ciclo.

Márcia Graça Pinto avança ainda que o objectivo é envolver o 2º ciclo do ensino básico, do 5º ao 8ºano e o ensino secundário do 9º ao 11º ano, cuja grelha de programação poderá arrancar ainda esta semana.

Fonte: Sapo.cv


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *