Current track

Title

Artist

Background

Cabo Verde pede reforço de cuidados para evitar propagação do virus

Written by on 05/06/2020

O primeiro-ministro cabo-verdiano pediu hoje o reforço dos cuidados para evitar a propagação do novo coronavírus agora que a vida começa a ser retomada, sobretudo na cidade da Praia, o foco da doença no país.

“Nós estamos a constatar que, aqui na Praia, a vida vai se retomando, mas é preciso reforçar os cuidados. Por exemplo, há muita gente a fazer footing no final do dia ou de manhã, o que é bom para a saúde, mas é bom que não se faça com ajuntamentos”, pediu Ulisses Correia e Silva, em declarações aos jornalistas, durante uma visita a tendas em vários bairros da cidade da Praia onde estão a ser realizados testes rápidos de pesquisa de anticorpos.

O chefe do Governo sublinhou que fazer exercício juntos é “a forma mais rápida de contrair o vírus”, porque são lançadas gotículas que podem conter o vírus, e lembrou que “todo o cuidado é pouco”.

“É importante que possamos conter o ritmo de propagação do vírus aqui na cidade da Praia, mas em Santiago nós temos casos registados em Santa Cruz, que denotam alguma preocupação, mas no geral temos de passar essa mensagem de uma forma muito forte e continuada”, prosseguiu.

Para o primeiro-ministro, a melhor forma de combater o vírus não é só fazer testes, mas sim com proteção e evitar ajuntamentos, usar máscaras e lavar as mãos várias vezes ao dia.

“O combate, a guerra ainda não terminou, e só termina quando tivermos, no mundo inteiro, soluções de vacinas ou de tratamentos rápidos que permitem resolver o problema. Até lá todos nós estamos convocados para fazer um bom combate”, referiu.

Relativamente à ilha do Sal, a mais turística do arquipélago e que registou oito casos na última semana, o chefe do Governo disse que é preciso manter sempre a mesma postura, cumprir regras e evitar situações que possam levar à propagação.

“O facto de uma ilha neste momento não ter nenhum caso não significa que não possa vir a ter. Por isso, não podemos é criar facilidades, este é um vírus que só combate e só se transmite através de pessoas, então devemos evitar essas situações que possam criar propagações”, insistiu.

Segundo o primeiro-ministro, o facto de o Sal registar casos de covid-19 não altera os planos do Governo de retomar o turismo no país, e reafirmou que os voos inter-ilhas serão retomados a 30 de junho e as ligações internacionais voltarão em julho.

Mas todos, disse, com medidas adicionais, que vão ser anunciadas na próxima semana, e que vão passar pelo uso e utilização de testes, em condições que o Governo está a regulamentar neste momento.

Nas mesmas declarações à imprensa, o primeiro-ministro voltou a pedir proteção aos idosos e às pessoas com outros problemas de saúde, como doenças crónicas.

Cabo Verde registou hoje mais 34 novos casos de covid-19, elevando o acumulado nacional para 536, distribuídos pelas ilhas de Santiago (467), Boa Vista (56), São Vicente (04) e Sal (08).

Do total de casos registados, contabilizam-se cinco óbitos, dois doentes foram transferidos, 239 recuperados e o país tem neste momento 290 doentes internados nos isolamentos institucionais.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 387 mil mortos e infetou mais de 6,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,8 milhões de doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *