Current track

Title

Artist

Background

Coronavirus “mata múltiplos órgãos e sobreviventes podem nunca recuperar”

Written by on 14/07/2020

Médicos em Itália – outrora o epicentro da Covid-19 na Europa – afirmam que alguns doentes sofreram “danos crónicos”, mesmo tendo experienciado apenas sintomas ligeiros.

Pessoas na região da Lombardía têm sido afetadas por condições que incluem psicose, insónias, doença renal, infeções na coluna, acidentes vasculares cerebrais (AVC’s) e falta de mobilidade, após recuperarem do novo coronavírus SARS-CoV-2, causador da doença da Covid-19, segundo investigadores. 

Os especialistas apontam que alguns veem a sua habilidade para trabalhar adequadamente, níveis de concentração ou até a capacidade para praticar atividades físicas seriamente deteriorada. 

E agora aos médicos alertam que muitas pessoas podem jamais recuperar totalmente do vírus. 

Tal levou-os a concluir que a Covid-19 não é somente uma doença respiratória, como era pensado anteriormente, mas uma “infeção sistémica” que afeta todos os órgãos do corpo humano. 

Roberto Cosentini, médico e chefe das urgências no Hospital Papa Giovanni XXIII Hospital em Bérgamo – outra das áreas mais afetadas pela Covid-19 em Itália- supervisionou a evolução da patologia e os internamentos de inúmeros doentes. 

Em declarações à Sky News, disse: “inicialmente, pensávamos que se tratava apenas de uma gripe grave, depois pensamos que estávamos a lidar com uma gripe muito má que tinha evoluído para pneumonia”. 

“Mas, subsequentemente descobrimos que se trata de uma doença sistémica que provoca danos nos vasos sanguíneos, nos rins, no cérebro e no corpo inteiro”. 

“Como tal estamos a assistir a manifestações agudas de falência renal que requerem diálise; ou a derrames cerebrais e enfartes agudos do miocárdio”, contou. 

“Estamos a deparar-nos com uma parcela significativa da população com danos crónicos causados pelo vírus. Concluímos que o SARS- CoV-2 mata múltiplos órgãos e que os sobreviventes podem nunca recuperar”. 

Consentini pretende alertar a população para os perigos ‘escondidos’ da Covid-19, que pode afinal afetar o corpo inteiro de várias formas – e salienta que todas as faixas etárias estão vulneráveis. 

O médico sublinha ainda a importância de manter o distanciamento social, de lavar regularmente as mãos e de usar máscara, temendo que uma segunda vaga do novo coronavírus na Europa seja ainda pior do que a primeira. 


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *