Current track

Title

Artist

Background

“Ex-militares da 1ª Incorporação de 1975 merecem reconhecimento”

Written by on 12/02/2021

Os partidos politicos defenderam no Parlamento que os ex-militares da 1ª Incorporação de 1975 merecem reconhecimento, mas divergem quanto à sua equiparação aos Combatentes da Liberdade da Pátria.

Estas posições foram manifestadas durante a apreciação, nesta primeira sessão plenária de Fevereiro que terminou na quinta feira, da Petição Pública da Associação dos Ex-Militares da 1ª Incorporação de 1975 para equiparação dos Ex-militares aos Combatentes da Liberdade da Pátria.

Deputada da UCID Dora Pires afirmou que o seu partido reconhece e faz uma vénia a esse militares porque muitos, ainda jovens, deixaram os seus sonhos para prestarem a sua lealdade a esse Pais que estava a nascer.

O deputado João Gomes, do MpD disse, que é “um acto de justiça” contribuir para que estes ex-militares tenham melhor qualidade de vida.

Já Rui Semedo, do PAICV disse que todos estão de entendimento em como deve-se se encontrar uma saída para dar mais dignidade a essa incorporação que teve a missão de hastear a bandeira da independência no Estádio da Várzea.

De acordo com esta petição, existem ex-militares da primeira corporação de 1975 das Forças Armadas Revolucionárias do Povo que prestaram serviço militar em prol da independência nacional, que vivem no “limiar da pobreza, alguns até são considerados sem-abrigo, pois dormem nas ruas, passam fome, estão doentes, tanto fisicamente, como psicologicamente, sem qualquer apoio ou tratamento”.

Com vista a ver resolvidas essas situações, os 214 ex-militares que subscreveram esta petição, “interpelam e rogam” os governantes no sentido de tudo fazerem para se alterar a actual situação deles e de equiparar as suas condições às dos Combatentes da Liberdade da Pátria.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *