Current track

Title

Artist

Background

ONU alerta para agravamento da fome na América Central

Written by on 24/02/2021

O nivel de insegurança alimentar está a aumentar fortemente na América Central, onde quatro paises se confrontam com crises económicas motivadas pela pandemia e catástrofes climáticas, advertiu ONU.

Segundo o Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar, que em 2018 era mais de 2 milhões em El Salvador, Honduras, Guatemala e Nicarágua, quase quadruplicou para atingir oito milhões.

Entre esses oito milhões, cerca de 1 milhões e 7 pessoas necessitam de ajuda alimentar de urgência, precisou o PAM em comunicado, no qual também apela a um maior envolvimento dos doadores.

A agência da ONU sublinhou que a região, onde vários anos de seca e de alterações climáticas perturbaram a produção alimentar, sofreu particularmente os efeitos dos furações de 2020, que destruíram colheitas vitais.

Antes da chegada dos furacões, a pandemia tinha já atingido fortemente a população dos quatro países, onde um elevado número de núcleos familiares registou quebra de rendimento ou perda de emprego.

Segundo os inquéritos do PAM, o número de famílias na Guatemala que afirmam não possuir o suficiente para comer duplicou em relação ao período anterior à pandemia, e o número aumentou mais de 50% nas Honduras.

Devido à destruição de muitas habitações e quintas, as reservas alimentares ameaçam esgotar-se e as oportunidades de trabalho escasseiam, e perto de 15% das pessoas inquiridas pelo PAM afirmaram pretender emigrar, contra 8% em 2018.

O PAM apelou aos doadores internacionais para intensificarem a sua ajuda indicando necessitar de mais de 47 milhões de dólares (38,7 milhões de euros) para ajudar 2,6 milhões de pessoas nos quatro países e durante os próximos seis meses.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *