Current track

Title

Artist

Background

África enfrenta as piores crises de deslocados do mundo

Written by on 27/05/2021

África enfrenta oito das dez crises de deslocados mais esquecidas do mundo, segundo o Conselho Norueguês de Refugiados (NRC), que coloca a Venezuela e as Honduras nessa lista em quarto e quinto lugar, respetivamente.

Na sua classificação anual sobre crises de deslocados mais negligenciadas em 2020, o NRC classificou a República Democrática do Congo (RDCongo), que tem “mais de cinco milhões” de deslocados internos, em primeiro lugar.

Segundo o NRC, um milhão deixou a RDCongo e fugiu para paises vizinhos, onde vivem como refugiados.

Este pais está a passar por “uma das piores crises humanitárias do século XXI. Uma combinação mortal de violência em espiral, niveis recordes de fome e abandono total levou a uma mega crise que justifica uma mega resposta”, disse o secretário-geral do NRC, Jan Egeland.

As crises em África dominam há mais de um ano o indice realizado pela organização humanitária, na qual a RDC é seguida pelos Camarões, Burundi, Venezuela, Honduras, Nigéria, Burkina Faso, Etiópia, República Centro-Africana e Mali.

Camarões, que liderou a lista em 2018 e 2019, é afetado, entre outros problemas de violência, por ataques do grupo ‘jihadista’ nigeriano Boko Haram no extremo norte, que forçaram “mais de 300.000 pessoas a fugir de suas casas”.

Fora de África, destaca-se a crise na Venezuela, que no ‘ranking’ de 2019 ficou em quinto lugar e no ranking de 2020 subiu para a quarta posição.

As Honduras entram no ‘ranking’ pela primeira vez, “devastada por duas tempestades tropicais em 2020” e “anos de insegurança alimentar crónica, gangues de criminosos, violência de género, alterações climáticas e desemprego generalizado agravado pelas consequências económicas da covid-19”.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *