Current track

Title

Artist

Background

Defesa de Alex Saab acusa EUA de prometerem contrapartidas a Cabo Verde

Written by on 26/02/2021

O antigo juiz espanhol Baltasar Garzón, que coordena a defesa de Alex Saab, detido em Cabo Verde e considerado testa-de-ferro de Nicolás Maduro, acusou Estados Unidos da América (EUA) de prometerem contrapartidas pela extradição do empresário colombiano.

A reacção de Baltasar Garzón consta de uma nota enviada à Lusa pela defesa de Alex Saab, após o secretário de Estado norte-americano, Antony J. Blinken, ter manifestado esta semana a vontade dos EUA reforçarem a parceria de segurança com Cabo Verde, considerando que “evidentemente que este ato de solidariedade e apoio não é acidental”.

O antigo juiz espanhol receia pela independência judicial de Cabo Verde e nota a mudança por parte dos Estados Unidos, com a nova administração:

Os EUA manifestaram na terça-feira a vontade de reforçar a parceria de segurança com Cabo Verde, num telefonema do secretário de Estado norte-americano, Antony J. Blinken, ao homólogo cabo-verdiano, Rui Figueiredo Soares.

Blinken manifestou “o orgulho” dos EUA por terem “um amigo” em Cabo Verde, um país “que é um modelo de governação democrática e de direitos humanos em África”.

O Tribunal da Relação do Barlavento, na ilha de São Vicente, já decidiu por duas vezes – a última das quais em Janeiro, ambas com recurso da defesa – pela extradição de Alex Saab para os EUA.

O Governo da Venezuela exige a libertação de Alex Saab, garantindo que aquando da detenção no Sal, possuía imunidade diplomática, pelo que Cabo Verde não podia ter permitido este processo.

Por ter ultrapassado o prazo legal de prisão preventiva, o empresário colombiano foi colocado em prisão domiciliária no final de Janeiro, mas sob fortes medidas de segurança.

Alex Saab, de 49 anos, foi detido em 12 de Junho pela Interpol e pelas autoridades cabo-verdianas, durante uma escala técnica no Aeroporto Internacional Amílcar Cabral, na ilha do Sal.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *