Current track

Title

Artist

Background

Cabo Verde vai receber 108 mil doses da vacina contra a covid-19 de AstraZeneca

Written by on 03/03/2021

Cabo Verde vai receber 108.000 doses da vacina contra a covid-19 da AstraZeneca, produzidas na Índia, e 5.850 doses da vacina da Pfizer, ao abrigo da iniciativa Covax, mas os prazos de entrega ainda não estão oficialmente definidos.

De acordo com informação prestada à Lusa por fonte da Organização Mundial da Saúde (OMS), a calendarização dessa entrega a Cabo Verde – oficialmente a acontecer até maio – ainda não está definida com “exatidão”, mas no caso do arquipélago, as 108.000 doses da vacina da AstraZeneca serão provenientes dos laboratórios próprios e do instituto indiano Serum (maior produtor mundial), autorizado a produzir a mesma vacina.

O ministro da Saúde afirmou em entrevista em 25 de fevereiro que a taxa de cobertura anual de 20% do plano de vacinação contra a covid-19 é uma previsão técnica, garantindo ser possível imunizar pelo menos 35% da população este ano.

Arlindo do Rosário explicou que essa previsão de cobertura, que consta do plano, apontando vacinar 60% da população até 2023 -, foi estabelecida com base na informação actual, face à falta de disponibilidade de vacinas global, e como precaução.

Arlindo do Rosário explicou que além da plataforma Covax, e do financiamento já garantido junto do Banco Mundial para a aquisição dessa quantidade de vacinas, o Governo cabo-verdiano está em negociações bilaterais analisando a “possibilidade de conseguir também a vacina extra plataforma”.

O plano nacional de introdução e vacinação contra a covid-19 em Cabo Verde, aprovado em fevereiro pelo Governo, priorizou os profissionais de saúde, pessoas com doenças crónicas, idosos, professores, profissionais hoteleiros, ligados ao turismo e das fronteiras, polícias, militares e bombeiros.

Para o efeito, “será necessária a aquisição de 267.293 doses” da vacina para a população alvo prioritária, num total de 111.372 pessoas, “e pretende-se vacinar até 2023 um total de 60% da população, sendo 20% em 2021, 20% em 2022 e 20% em 2023”.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *