Current track

Title

Artist

Background

Dia Nacional do Batuco passa a ser assinalado a 31 de Julho

Written by on 26/03/2021

O projecto de lei que institui o Dia Nacional do Batuque foi aprovado, na especialidade, no Parlamento, embora a data escolhida não tivesse merecido a concordância de todos.

O deputado Moisés Borges de PAICV, corroborado pelos seus pares do partido, entenderam que a data devia ser o 18 de Julho, coincidente com o nascimento de Nha Nácia Gomi, uma das mais proeminentes figuras do batuque.

Quanto a deputada da UCID, Dora Oriana Pires, também defendeu o 17 de Julho, dia em que nasceu Nha Nácia Gomi.

Entretanto, depois de alguma discussão, vincou a proposta original apresentada pelo parlamentar eleito nas listas do Movimento para a Democracia (MpD – poder), José Soares, ou seja, o Dia do Batuco deve coincidir com o Dia da Mulher Africana, 31 de Julho.

A instituição do Dia Nacional do Batuco visa promover e garantir a defesa dos direitos humanos, da população, direitos das mulheres, e do género musical cabo-verdiano, tradicionalmente executado por mulheres, que se baseia na percussão e no canto e dança, principalmente na ilha de Santiago.

O propósito é valorizar e exaltar o batuco como um dos géneros musicais mais antigos de Cabo Verde, reconhecendo a sua importância como património nacional.

A instituição do Dia Nacional do Batuco visa ainda louvar os intérpretes e aqueles que ajudaram na criação do universo cultural diversificado que expressa no batuco a alma cabo-verdiana e o reconhecimento aos direitos humanos, aos direitos dos cidadãos, das populações e das mulheres.

O IPC lembra ainda que o batuco foi “proibido, repelido pelo poder colonial, que o considerou lascivo, pernicioso, ofensivo à boa moral”.


Opiniões dos Leitores

Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será divulgado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco *